Ismê Assessoria Imobiliária

Ismê Assessoria Imobiliária
Imóveis em Campinas - Barão Geraldo e Cidade Universitária - fone (19) 3289-4325

OS ERROS NAS MÍDIAS SOCIAIS QUE OS CORRETORES DE IMÓVEIS MAIS COMETEM


Receitas de bolo de “o que fazer para atrair mais seguidores e fãs” nas redes sociais não existem. Podem vir dizer que “fale assim” e “compartilhe isto” que você vai arrasar, mas não é bem assim. Corretores de imóveis como vendedores natos que são sabem que o mesmo argumento quase nunca é funciona com duas pessoas diferentes.



As pessoas são diferentes e, conforme você constrói sua personalidade e sua marca nas redes sociais, você atrai pessoas e pode a partir daí compreender o como é melhor dizer e o que compartilhar.



Estudos e pesquisas sobre personalidades de segmentos são excelentes para nortear atividades, mas somente com a observação e mensuração de resultados é que você saberá dizer o que funciona e o que não funciona para o seu exato público.

Mesmo que não se possa dizer “faça isto e tudo vai ficar bem”, podemos dizer, sem dúvidas, o “não faça isto e continue observando”.

Perfil desatualizado

Você pode perder ligações, contatos via email e até mesmo perder a chance de encantar um cliente com um “sobre” ausente ou mal escrito.

Seja no Facebook, Twitter, assinatura de email, site ou o que for: deixe tudo sempre atualizado! E o mais completo quanto possível.

Sobrecarregado de redes sociais

Querer estar em “todas” as redes sociais é possível desde que com organização. Mas precisa?

Não caia na ideia de que para ser um corretor ou empresa moderna e atualizada com as “tendências” é necessário estar presente em todos os sites possíveis para relacionar-se com pessoas e lá compartilhar alguma coisa. Não, não é por aí.

Veja se seus potenciais clientes, seu público-alvo, estão lá antes de sair por aí criando contas no Tumbrl, Pinterest, Path, MySpace, Vine, Ask, Couple, etc. Além de você começar um monólogo sem plateia, você acabará por perder tempo (e dinheiro) e energia com coisas que não darão retorno.

E mesmo que em todos estes sites você consiga perceber clientes querendo dialogar e, talvez, fazer negócios, reflita bem se o volume de pessoas e o seu tempo investido para atualizar isto com frequência irá dar retorno efetivo.

Plano, qual plano?

Pode não ter receita, mas você tem que saber qual bolo quer fazer! Sair desbravando as redes sociais como um Bandeirante perdido no mato por ser recompensador ou completamente desastroso.

Tenha em mente quais são os objetivos que você quer alcançar através das redes sociais e vá atrás deles. Você pode, por exemplo (ou sugestão) almejar:

   - mais visitas em seu site
   - criar/fortalecer sua marca
   - mais leads qualificados

Seja qual for o seu objetivo, deixe-o claro e assim você saberá quando está tendo sucesso ou quando precisa rever a estratégia.

Tudo programado

Utilize ferramentas como o TweetDeck e HootSuite para auxiliar você a manter Twitter e Facebook atualizados. Mas não permita que isto lhe fuja do controle e seja a programação de postagens a única forma de uso destas redes sociais.

Mantenha-se conectado, respondendo e comentando. Automatize, mas esteja atento e ainda muito mais atento às mudanças de planos que podem tornar um tweet programado em uma “mentira”.

Por exemplo. Você, corretor, programa no TweetDeck dizendo que a partir das 14h estará no plantão de vendas no Empreendimento X. Mas logo após o meio-dia lhe aparece um cliente e vocês saem a visitar imóveis e isto dura até as 15h. Se acaso um cliente vê seu tweet dizendo  que estaria em um local e vai até lá antes das 15h… não vai ser legal e outro corretor vai atendê-lo depois ou naquele momento. Você perdeu a chance (e o cliente).

Programação não é a melhor amiga dos imprevistos.

Não usar imagens

Você que só compartilha links e textos precisa saber disto: o conteúdo mais consumido nas redes sociais são as imagens. Principalmente no Facebook. E não é a toa que Pinterest e Instagram fazem o sucesso que fazem.

Nem sempre é preciso dizer algo, mas mostrar algo. Obviamente, não é qualquer imagem e qualquer texto com qualquer link. Você precisa, como já dito neste texto, compreender seu público para dizer e mostrar o que se demanda.